Notas e Faltas

Nesta página, é possível conferir suas notas e faltas lançadas ao longo do semestre do curso em andamento. O aproveitamento acadêmico é avaliado por disciplinas, mediante critérios de frequência mínima e de desempenho nos processos de avaliação.

 

Notas

 

Faltas

 


CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO – Vigente a partir do 1º Semestre de 2016

Aproveitamento Escolar

A Avaliação do Aproveitamento Escolar é feito por disciplinas, mediante critérios de desempenho nas avaliações e frequência mínima.

A) CURSOS DE GRADUAÇÃO

Segue abaixo a nota final (NF) mínima para aprovação nos cursos de Graduação. A NF será apurada por meio da média ponderada entre as notas obtidas na Primeira Etapa (Nota 1 ou N1) e na Segunda Etapa (Nota 2 ou N2).

TABELA DE MÉDIAS PARA APROVAÇÃO

CURSOS PRESENCIAIS

NOTA FINAL

GRADUAÇÃOGRADUAÇÃO EXECUTIVA
CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA
SEQUENCIAIS

 

5,0

CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

NOTA FINAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS, COMÉRCIO EXTERIOR, EVENTOS, GASTRONOMIA, GESTÃO DE QUALIDADE, GESTÃO DE TI E HOTELARIA, E DISCIPLINAS ON-LINE DOS CURSOS PRESENCIAIS.

 

5,0

CURSOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

NOTA FINAL

GRADUAÇÃO EM: ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS, LETRAS E PEDAGOGIA

 

6,0

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM: GESTÃO COMERCIAL, GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS, GESTÃO FINANCEIRA, LOGÍSTICA, MARKETING, NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS E PROCESSOS GERENCIAIS

PRIMEIRA ETAPA (N1)
A N1 será constituída por, no mínimo, dois instrumentos de avaliação, e pelo menos um dos instrumentos deverá seguir o mesmo padrão da prova N2, contendo questões objetivas (testes) e dissertativas.

No início de cada semestre, o professor deve apresentar o plano de ensino e esclarecer os instrumentos de avaliação que serão adotados na primeira etapa, bem como seus respectivos pesos na composição da N1.

As notas da N1 possuem valor de 0 (zero) a 10,0 (dez) pontos, com escala graduada a cada 0,1 décimo, obtidos mediante média aritmética ou ponderada das notas obtidas nos instrumentos de avaliação contínua, a critério do professor. A nota final da primeira etapa (N1) corresponde a 40% da NF (nota final).

É fundamental que os professores apresentem e esclareçam os resultados de N1 nas classes antes do lançamento no sistema. Não há processos de substituição de avaliações (provas de segunda chamada ou substitutiva) para a nota (N1) obtida na primeira etapa.

Nesta etapa, eventuais divergências entre notas informadas em sala e lançadas no sistema devem ser tratadas pelos estudantes diretamente com os professores. Os docentes possuem um prazo, definido pelo Calendário Acadêmico, para eventuais acertos de registros no sistema.

Não há procedimentos para pedidos de revisão de notas (N1) via protocolo (Setor de Atendimento) ou via WEB para esta etapa.

Encerrado o prazo de alterações, os registros se tornam definitivos, sem permissão para alterações posteriores pelos professores.

SEGUNDA ETAPA (N2)
Constitui-se de uma prova final, individual e escrita, versando sobre todo o conteúdo do semestre, aplicada nos prazos definidos pelo Calendário Acadêmico (Semana de Provas Finais).

As datas das provas finais das disciplinas on-line estão definidas no Calendário Acadêmico e os estudantes devem agendar o melhor dia e horário para realizar as avaliações.

Em caráter excepcional, as disciplinas com características peculiares (nas quais não seja possível aplicar uma avaliação escrita) poderão ter outro formato de avaliação final, mediante autorização da coordenação do curso.

As notas da N2 possuem valor de 0 (zero) a 10,0 (dez) pontos, com uma escala graduada a cada 0,1 décimo. A nota final da segunda etapa (N2) corresponde a 60% da NF (nota final).

É fundamental que os professores apresentem e esclareçam os resultados da N2 antes do lançamento no sistema.

MÉDIA FINAL
A média final de cada disciplina é calculada por meio da média aritmética entre a Nota 1 (N1) e a Nota 2 (N2), ou por meio da média aritmética entre a Nota 1 (N1) e a Nota da Prova de Segunda Chamada. Nos casos de estudantes ausentes à Prova Final e que tenham realizado esta última.

O cálculo da Nota Final segue a formula: N1 *0,4 + N2 * 0,6 = NF e o arredondamento das notas ocorrerão apenas na segunda casa decimal, conforme exemplos abaixo:

Exemplo 1:
N1: 4,2 multiplica por 0,4 = 1,68
N2: 5,8 multiplica por 0,6 = 3,48
Nota Final: 5,16 que arredonda para 5,2

Exemplo 2:
N1: 5,3 multiplica por 0,4 = 2,12
N2: 3,7 multiplica por 0,6 = 2,22
Nota Final: 4,34 que arredonda para 4,3

Exemplo 3:
N1: 7,2 multiplica por 0,4 = 2,88
N2: 3,4 multiplica por 0,6 = 2,04
Nota Final: 4,92 que arredonda para 4,9

Nos casos de ausência à Prova Final e ausência à Prova de Segunda Chamada será aplicada nota zero.

As médias finais possuem valor entre 0 (zero) e 10,0 (dez) pontos, com escala graduada a cada 0,1 décimo e são calculadas automaticamente pelo Sistema de Gestão Acadêmica, sem intervenção dos professores.

É considerado aprovado na disciplina o estudante que obtiver a média final conforme TABELA DE MÉDIAS PARA APROVAÇÃO e que mantiver frequência mínima de 75% da carga horária de cada disciplina.

Em caso de reprovação, a disciplina deverá ser cursada novamente em regime de dependência (DP), aplicando-se os mesmos critérios de aproveitamento e frequência das disciplinas regulares.

VISTA DE PROVA/REVISÃO DE PROVA

Para a Segunda Etapa, é concedido ao aluno o direito à Vista de Prova, que consiste, exclusivamente, na verificação da prova corrigida.

A vista de prova é realizada perante o professor e não contempla a revisão da frequência.

Nas disciplinas on-line, a vista de prova é realizada imediatamente após o término da prova, uma vez que a prova é eletrônica.

O estudante pode requerer Revisão de Prova, protocolado junto à Central de Atendimento ao Aluno, no período da vista de prova, indicando as questões sujeitas ao ato, com exposição de motivos e a adequada fundamentação.

Os pedidos de Revisão de Prova estão sujeitos à cobrança de taxa, após o resultado do processo. Em caso de deferimento do pedido (alteração do registro de nota), a cobrança da taxa não é aplicada. Em caso de indeferimento do pedido (nota não alterada), a cobrança da taxa é aplicada.

Não há segunda oportunidade de vista e de revisão de prova. A revisão pode ser requerida somente com a presença do estudante no ato da vista de prova. Concedida e realizada a revisão, por professor designado pela coordenação, esgota-se definitivamente a via recursal.

A eventual retificação de nota, decorrente de erro material verificado na pontuação atribuída ao aluno, é realizada na vista de prova pelo próprio professor e não é necessária a solicitação de revisão via Central de Atendimento ao Aluno.

Encerrados os prazos de revisão, os registros se tornam definitivos e não serão permitidas alterações posteriores pelos professores.

PROVAS DE SEGUNDA CHAMADA / PROVA SUBSTITUTIVA
Os estudantes que não puderem comparecer ou desejarem substituir a nota da Prova Final (N2) podem realizar a Segunda Chamada (Prova Substitutiva), que será aplicada no prazo estabelecido no calendário acadêmico (acesse-o aqui). É preciso ficar atento, pois as datas de aplicação da avaliação são diferentes para estudantes dos cursos presenciais e dos cursos de educação a distância (o procedimento, neste caso, é publicado na Unidade Web em período de realização de provas).

Os estudantes dos cursos presenciais que desejarem participar da Prova Substitutiva deverão realizar a solicitação por meio de nosso portal (Sou Anhembi > Aulas, Notas e Faltas > Prova Substitutiva), imprimir o boleto de cobrança e pagá-lo antes da data de aplicação da prova.

É extremamente importante que a abertura da solicitação seja feita somente após o aluno ter certeza de que realizará a nova avaliação. Depois de realizada a solicitação da Prova Substitutiva, um boleto de taxa de serviço será automaticamente gerado, conforme edital de taxas da Universidade (confira-o aqui), o qual não será cancelado ou estornado em caso de desistência na realização da prova, bem como, o pagamento da taxa não poderá ser transferido de uma disciplina para outra.

A Prova Substitutiva não se aplica às notas e/ou conceitos obtidos nos Projetos Interdisciplinares, Projetos Integrados, Atividades Complementares, Estágios e Internato Médico. Além disso, caso a nota obtida na Prova Substitutiva seja inferior à nota da Prova Final (N2), prevalecerá a maior nota alcançada pelo estudante.

Procedimentos de isenção de taxas são aplicáveis unicamente a estudantes amparados por procedimentos de compensação de faltas/regime domiciliar e militares convocados.

As notas das Provas de Segunda Chamada (Substitutivas) possuem valor de 0 (zero) a 10,0 (dez) pontos, em escala graduada a cada 0,1 décimo. Não há vista de prova, nem pedido de revisão, para as provas de Segunda Chamada (Substitutivas), não cabendo, portanto, recurso.

B) CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Segue abaixo a nota final (NF) mínima para aprovação nos cursos de Pós-Graduação.

CURSOS

Média para Aprovação

  • PRESENCIAIS

7,0

  • A DISTÂNCIA

6,0

Para os cursos presenciais, a nota possui valor de 0 (zero) a 10,0 (dez) pontos, com escala graduada a cada 0,1 décimo, sendo necessário para aprovação, além da frequência em 75% da carga horária da disciplina, que o estudante obtenha a nota final correspondente a 7,0 (sete) pontos.
Para os cursos de educação a distância, a nota final possui valor de 0 (zero) a 10,0 (dez) pontos, com escala graduada a cada 0,1 décimo, sendo necessário para aprovação, que o estudante obtenha a nota final correspondente a 6,0 (seis) pontos. A nota final é calculada por meio da média aritmética entre a Nota 1 (N1) e a Nota 2 (N2).

7.2 Frequência mínima

A frequência mínima exigida para aprovação de cada disciplina é de 75% (setenta e cinco por cento).

Nas disciplinas presenciais o registro da frequência/ausência dos estudantes é feito pelo professor no diário, em sala de aula, e mensalmente os registros são imputados no sistema de gestão acadêmica, cabendo ao estudante o acompanhamento dos lançamentos via WEB.

Nas disciplinas realizadas a distância (on-line) a apuração da frequência/ausência é computada por meio da realização das atividades na plataforma de aprendizagem, dentro dos prazos de entrega previstos, bem como o comparecimento nas avaliações presenciais, quando estipulado. O estudante poderá acompanhar ou consultar o lançamento das faltas via WEB.

Eventuais divergências entre faltas lançadas no sistema e as descritas no diário de classe devem ser tratadas pelos estudantes, por meio do protocolo de pedido de revisão de faltas, disponível pela Web, nos prazos estabelecidos pelo Calendário Acadêmico para que eventuais acertos sejam feitos pela Secretaria Acadêmica.

O protocolo está sujeito à cobrança de taxa, de acordo com valor publicado no edital de taxas vigente disponível no site (confira-o aqui).

  • Em caso de deferimento do pedido, a cobrança da taxa não é aplicada.
  • Em caso de indeferimento do pedido (faltas não alteradas), a cobrança da taxa é aplicada imediatamente após o resultado do processo.

Encerrados os prazos de revisão, os registros se tornam definitivos, sem permissão para alterações posteriores pelos professores, pela Secretaria e sem direito a recurso.

A frequência é determinada mediante a soma do total de faltas no semestre. Caso o total de faltas apuradas em uma determinada disciplina seja superior a 25% de sua carga horária, o aluno estará reprovado na disciplina, independentemente do desempenho obtido nos processos de avaliação (notas).

Neste caso, a disciplina deverá ser cursada novamente em regime de dependência (DP), aplicando-se os mesmos critérios de aproveitamento e frequência utilizados para as disciplinas regulares.

a329c8184a1662843f0517d1f5851e141111111111111111111111111111111